Entenda por que se fala tanto em Marketing Digital

Indicar

Marketing Digital é uma das áreas que mais crescem no ambiente da Comunicação nas empresas. Por isso, tantos são os eventos na área, os conteúdos publicados na internet e o aumento de links patrocinados sobre o assunto.

Mesmo que você não atue num departamento de Marketing e/ou de Comunicação – sim algumas empresas fazem a separação das equipes, que para mim devem trabalhar integradas, em algum momento precisará entender por que a internet mudou tanto lógica do relacionamento entre as pessoas, a forma de consumir produtos, serviços e sobretudo do desafio vender nos dias atuais.

Mudança de hábitos de vida e consumo

Isso por que a transformação digital que estamos vivenciando inverteu nossos hábitos mais inconscientes. Por exemplo: é até automática a decisão de pesquisar o preço de um livro na Amazon estando dentro de uma livraria. E depois optar pela compra no ambiente digital pela diferença de preço, pela agilidade da entrega e principalmente pela experiência do consumidor nesse processo.

Além disso, a internet transformou também a maneira como suprimos nossas necessidades de locomoção, por meio de empresas de aplicativo como Uber, 99, Indrive etc, e de alimentação, com empresas de delivery de comida pela internet como Ifood, Uber Eats, Rappi.

A lista se estende do entretenimento, com Netflix, até a forma como consumimos informação, o que provocou uma reviravolta nas redações de veículos tradicionais de mídia, obrigadas a se adaptar ou desaparecer.

Tendências de Marketing Digital para 2020

Já que o Marketing Digital é uma tendência que certamente não desaparecerá e sim passará por incrementos constantes, vou aproveitar pra mostrar alguns movimentos do setor para 2020.

Sem dúvida, é melhor nos anteciparmos quanto aos desafios de comunicação que existem hoje:

  •  Volume exorbitante de informação
  • Alta concorrência pela atenção das pessoas
  • Comportamento do consumidor cada vez mais atípico

Diminuição da performance de anúncios em função de mudanças constantes nos players do mercado

Aumento da verba para fazer uma boa entrega de campanhas de captação de novos clientes na internet etc

Se você também sofre na pele com esses problemas e não sabe como resolvê-los, continue lendo esse post que te darei alguns insights para trabalhar a Comunicação em 2020.

01 – Live Marketing

Você encontrou ou personalizou seu nome numa lata de Coca-Cola? Independente da resposta ser sim ou não, tenho certeza de que se lembra dessa ação que viralizou em 2012, não é mesmo? Então, já sabe de um dos muitos casos do Live Marketing ou Marketing de Experiêcia.

Ou seja, muitas marcas estão promovendo ações “ao vivo” para relacionar com seus consumidores gerando experiências positivas.

Por que isso é tão importante? Porque, segundo a neurociência, quando geramos emoções positivas nas pessoas (como alegria e surpresa, por exemplo), ativamos automaticamente um sistema primitivo nosso, que é o apetitivo. Por isso, temos interesse por determinadas marcas e queremos nos aproximar delas.

O Live Marketing pode – e deve – ser usado em eventos, feiras, congressos (como o RD Summit que participei em outubro), ações promocionais em PDVs, ativações de marca, ações de comunicação interna e endomarketing, ações em mídias digitais etc.

02 – Mobile Marketing e UX

Você sabia que o número de pessoas que usam celular hoje equivale a 67% da população mundial? Os números são do relatório “Economia Móvel 2019”, da GSMA, empresa que publica anualmente informações sobre mobile no mundo.

No planeta, existem mais de 7,6 bilhões de pessoas, dessas 5,1 bilhões usam celular. No Brasil, de acordo uma pesquisa da FGV, existem 230 milhões de celulares, o que supera o número de habitantes que atualmente é cerca de 211 milhões de pessoas.

Desse modo, destinar estratégias de marketing para o mobile é agregar valor à experiência do usuário que, no nosso País, é o 5º no ranking do uso diário do celular, segundo a consultoria especializada em mobile, App Annie. Em 2018, foram mais de três horas por dia conectados no celular, ainda de acordo com o estudo da Annie.

Tenha certeza de que trabalhar a experiência do usuário, ou User Experience (UX), por meio de  sentimentos e percepções que uma pessoa tem ao interagir com a sua marca trará um grande diferencial par ao seu negócio.

  • Estratégias de Search: SEO e SEM
  • Marketing de Influência
  • Storytelling na Comunicação Digital

Até lá, você pode compartilhar esse conteúdo com outras pessoas. Ah, sugiro que conheça também o MBA Marketing e Inovação Digital, curso novo que estou coordenando em parceria com o head de Inteligência da ZIG, publicitário Gabriel Bontempo, que tem mais de 7 anos de experiência na área de Marketing Digital.

Vamos em frente!

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na newsletter da media business e receba notificações sempre que publicarmos um novo post.



É jornalista, especialista em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais e possui MBA em Marketing. É coordenadora de MBA. Foi editora de texto na TV Record por 6 anos. É coautora do livro “Gestão de Pessoas: A Nova Fase do RH”, em que escreveu o capítulo “Comunicação que gera grandeza à liderança”.